Aquarius vence GP do Cinema, que teve apoio da RioFilme

O filme ‘Elis’ foi o grande vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, realizado dia 5 de setembro  no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. ‘Elis’ conquistou seis troféus, no entanto ‘Aquarius’, de Kleber Mendonça Filho, foi eleito como o melhor longa-metragem brasileiro. Kleber também recebeu o prêmio de melhor diretor. 

A organização do evento fez uma homenagem aos 25 anos da RioFilme, completados agosto. A distribuidora foi representada por seu presidente, Marco Aurélio Marcondes, e a secretária municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira. Os dois destacaram, em suas falas, a importância da indústria do audiovisual para a cidade. 

Confira a lista dos premiados:

  • Melhor Curta-metragem de documentário
    “Buscando Helena”, de Ana Amélia Macedo e Roberto Berliner
  • Melhor Curta-metragem de ficção:
    “O Melhor Som do Mundo”, de Pedro Paulo de Andrade
  • Melhor Curta-metragem de animação:
    “Vida de Boneco”, de Flavio Gomes
  • Melhor Figurino:
    Cristina Camargo por “Elis”
  • Melhor Maquiagem
    Ana Van Steen por “Elis”
  • Melhor Efeito Visual
    Marcelo Siqueira por “O Pequeno Segredo”
  • Melhor Fotografia
    Diego Garcia por “Boi Neon” – Coprodução do Canal Brasil – e  Adrian Teijido por “Elis”
  • Melhor Som
    Jorge Rezende, Alessandro Laroca, Armando Torres Jr. e Eduardo Virmond Lima por “Elis”
  • Melhor Trilha Sonora:
    Mateus Alves por “Aquarius”
  • Melhor Trilha Sonora Original
    Otavio de Moraes por “Elis”
  • Melhor Direção de Arte
    Frederico Pinto por “Elis”
  • Melhor Montagem de Ficção
    Tiago Feliciado por “Elis”
  • Melhor Montagem de Documentário:
    Renato Vallone por “Cinema Novo” – Coprodução do Canal Brasil
  • Melhor Roteiro Original
    Domingos Oliveira por “BR716” e Gabriel Mascaro por “Boi Neon” – Coproduções do Canal Brasil
  • Melhor Roteiro Adaptado
    “Minha Mãe É uma Peça” e “Big Jato” – Coprodução do Canal Brasil
  • Melhor Ator Coadjuvante
    Flavio Bauraqui por “Nise – O Coração da Loucura”
  • Melhor Atriz Coadjuvante
    Laura Cardoso por “De Onde Eu Te Vejo”
  •  Melhor Ator
    Juliano Cazarré por “Boi Neon” – Coprodução do Canal Brasil
  • Melhor Atriz
    Andreia Horta por “Elis”
  • Melhor Direção
    Kleber Mendonça Filho por “Aquarius”
  • Melhor Longa-metragem de Ficção (Voto Popular):
    “Boi Neon”, de Gabriel Mascaro – Coprodução do Canal Brasil
  • Melhor Longa-metragem Documentário (Voto Popular):
    “Menino 23 – Infâncias Perdidas” – Coprodução do Canal Brasil
  • Melhor Longa-metragem estrangeiro (Voto Popular):
    “Garota Dinamarquesa”
  • Menção Honrosa – Melhor longa-metragem Infantil:
    “Carrossel – O Sumiço de Maria Joaquina”
  • Melhor Longa-metragem de Comédia:
    “O Shaolin do Sertão”, de Halder Gomes
  • Melhor Longa-metragem estrangeiro:
    “A Chegada”, de Dennis Villeneuve
  • Melhor Longa-metragem documentário:
    “Cinema Novo” de Eryk Rocha e “Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil” de Belisário Franca – Coproduções do Canal Brasil
  • Melhor Longa-metragem de Ficção:
    “Aquarius” de Kleber Mendonça Filho