Chega ao final a licitação para gestão do CineCarioca Nova Brasília, que irá reabrir em breve.

Hoje foi dado mais um passo para a retomada do CineCarioca Nova Brasília, no Complexo do Alemão. Aconteceu nesta manhã (16/09), na RioFilme, a abertura dos envelopes da licitação que decidiu quem será a empresa que irá administrar a sala nos próximos dois anos. A gestão do Nova Brasília ficará a cargo da empresa Wellington Cardoso da Luz Cinemas LTDA, que é sediada no Alemão. Seguindo o trâmite normal do processo, a reabertura da sala deve acontecer até o início de outubro deste ano.

O contrato de gestão proposto no edital é de 24 meses, prorrogáveis por até cinco anos. O CineCarioca Nova Brasília tem uma sala de exibição com 94 lugares, que obedece às regras de acessibilidade motora e equipamentos modernos de som e imagem. O complexo conta também com tecnologia de acessibilidade sensorial (para áudio descrição e legenda descritiva) e uma bomboniere que deverá ser administrada pela nova gestora do espaço.

A empresa vencedora do edital deverá se comprometer a exercer preços sociais nos ingressos, no valor máximo de R$ 10 (dez reais), garantindo-se a meia entrada a R$ 5 (cinco reais) para estudantes, idosos, portadores de necessidades especiais e moradores do Complexo do Alemão e adjacências, durante todos os dias do ano. A RioFilme assegura subsídios para que os preços sociais sejam viáveis. O contrato estabelece também que a nova gestão deverá se comprometer a oferecer ao público pelo menos quatro sessões diárias de filmes.

Desde a inauguração em 2010 até o fim do ano de 2019, o CineCarioca Nova Brasília sempre apresentou números expressivos de público, com cerca de 700 mil frequentadores em 11.990 sessões, o que confirma a relevância de sua construção e a importância de sua continuidade.

Equipe da RioFilme e Wellington Cardoso da Luz, responsável pela empresa vencedora da licitação. Foto: RioFilme/Divulgação