Confira a programação da Mostra Retrô CTAv RioFilme – 13 e 14 de junho

 

Continuamos a jornada pelo Brasil com o segundo ciclo da Mostra Retrô CTAv RioFilme.

Nos dias 13 e 14 de junho, documentários sobre estilos musicais, contos populares e figuras históricas brasileiras estarão disponíveis em nosso website. Destacamos os curtas-metragens dirigidos por Humberto Mauro, pioneiro do Cinema Nacional que inspirou gerações de cineastas, como a do próprio Cinema Novo.

Nos primeiros esforços cinematográficos, Mauro já revelou uma visão singular. Seu apreço pela vida no campo eternizou a geografia de Cataguases como cenário de obras consagradas, “Ganga Bruta” (1933). Mais tarde, o diretor trabalhou com filmes educativos no INCE – Instituto Nacional de Cinema Educativo, porém sem deixar de lado a inventividade e o gosto pelo fazer artístico.

Além das películas feitas por Humberto Mauro durante sua passagem pelo instituto, a programação desta semana ainda conta com produções de nomes igualmente extraordinários, como Leon Hirszman, Antonio Carlos da Fontoura e Alex Viany. Segue a lista de filmes:

Coleção “Música Popular Origens”

“Modinha” (1974)
Hugo Kusnet, 11 min, DFE/INC, Cor/P&B
Sinopse: A história do gênero musical “modinha” e sua influência em diversas personalidades brasileiras ao longo do século XX. O curta-metragem ainda preserva algumas sequências de “Inconfidência Mineira”, projeto perdido de Carmem Santos.

“Chorinhos e Chorões” (1974)
Antônio Carlos Fontoura, 10 min, INC, Cor/P&B
Sinopse: Histórico do choro, suas origens ligadas ao grande músico Joaquim Antônio da Silva Calado, primeiras composições e sucessores.

“Maxixe (A Dança Perdida)” (1980)
Alex Viany, 32 min, SEAC/MEC/Embrafilme, Cor/P&B
Sinopse: No início, o maxixe era uma forma de dançar certas músicas europeias popularizadas no Brasil.

“Partido Alto” (1982)
Leon Hirszman, 22 min, Embrafilme, Cor
Sinopse: Com raízes na batucada baiana, o partido alto sofre variações porque, ao contrário do samba comprometido com o espetáculo, é uma forma livre de expressão e comunicação imediata, com versos simples e improvisados, de acordo com a inspiração de cada um.

Coleção “Curtas Humberto Mauro”

“Lagoa Santa” (1939)
Humberto Mauro, 12 min, INCE, P&B
Sinopse: As descobertas do paleontólogo dinamarquês Peter Lund em Lagoa Santa (MG), onde Lund coletou fósseis de animais e seres humanos pré-históricos.

“Canções Populares (“Chuá-Chuá” e “Casinha Pequenina”)” (1945)
Humberto Mauro, 07 min, INCE, P&B
Sinopse: As cantigas populares “Chuá-Chuá” e “Casinha Pequenina”, ilustradas com cenas da vida rural.

“Vicente de Carvalho – Palavras ao Mar” (1945)
Humberto Mauro, 10 min, INCE, P&B
Sinopse: A trajetória de Vicente de Carvalho e poemas de sua autoria recitados e ilustrados com imagens de praias a das cidades de Santos, Bertioga e São Paulo.

“Canções Populares (“Azulão” e “Pinhal”)” (1948)
Humberto Mauro, 06 min, INCE, P&B
Sinopse: Interpretação cinematográfica das canções populares “Azulão” e “Pinhal”.

“Aboio e Cantigas” (1954)
Humberto Mauro, 10 min, INCE, P&B
Sinopse: Aboio é o canto com que o vaqueiro acalma a boiada. É melodia suave, som prolongado e macio que tem o dom de transformar o bravo em manso.

“Cantos de Trabalho” (1955)
Humberto Mauro, 10 min, INCE, P&B
Sinopse: Alguns afazeres do homem do campo encontram incentivo em cantigas entoadas e repetidas durante anos. Entre elas, “Pilão”, “Barqueiro”, “Canto da Pedreira”.

“Engenhos e Usinas“ (1955)
Humberto Mauro, 08 min, INCE, P&B
Sinopse: Aspectos dos antigos engenhos de açúcar ao som de canções como “Engenho Novo”, “Coco Peneruê” e “Engenho Massangana”.

“Manhã na Roça” (1956)
Humberto Mauro, 07 min, INCE, P&B
Sinopse: Descrição detalhada das partes do carro de bois: mesa, rodeiro, cabeçalho, fueiros para acoplar a carga, e a canga de coice que atrela os animais ao carro.

“Carro de Bois” (1974)
Humberto Mauro, 10 min, INCE, Cor
Sinopse: Praticamente superado pelas técnicas modernas, o carro de bois ainda faz parte das paisagens do sertão, numa mistura de utilidade e poesia.