Diretor-Presidente

Marco Aurélio Marcondes

Veterano na distribuição e produção audiovisual, teve despertado seu interesse pelo cinema ainda nos anos 1960, através do cineclubismo. Foi um dos fundadores do Cineclube Glauber Rocha, tornando-se, em seguida, presidente da Federação de Cineclubes  do Rio de Janeiro e do Conselho Nacional de Cineclubes.

Em 1975, reconhecido por sua atividade à frente do movimento cineclubista, foi convidado pelo cineasta Gustavo Dahl, então Diretor Comercial da estatal. Ocupou ainda o cargo de Superintendente de Comercialização, de 1979 a 1982, na gestão dos diplomatas Celso Amorim e Samuel Pinheiro Guimarães.

Durante os anos 1980, associou-se a diversas agências de promoção e propaganda, como a Plus Comunicações, em conjunto com a Esquire Propaganda, a Marcondes & Barreto, ambas em parceria com o produtor Luiz Carlos Barreto, e a Cinema Brasil, com Jorge Peregrino e Fernando Pimenta, voltadas para a comercialização de filmes brasileiros nos mercados interno e externos. Em 1986, retornou à Superintendência de Comercialização da Embrafilme, a convite do cineasta Lauro Escorel, na gestão de Carlos Calil.

Desligou-se da estatal para dirigir a distribuidora da Art Films e atuar como produtor delegado dos filmes brasileiros coproduzidos pela Art Films. Em 1990, constituiu sociedade com o Grupo Severiano Ribeiro – maior grupo brasileiro de exibição – quando é criado o Consórcio Severiano Ribeiro & Marcondes. Convidado para colaborar na criação da Globo Filmes, ficou na empresa de 1997 a 1999.

Com a Europa Filmes e Art Films iniciou um Consórcio de distribuição e, em 2002, com o desligamento da Art Films da sociedade, o consórcio passa a chamar-se Europa Filmes & M. A. Marcondes, até dezembro de 2007. Através desse consórcio, diversos títulos nacionais foram lançados, como A GRANDE FAMÍLIA, O FILME, de Maurício Farias, BENJAMIM e Ó PAI, Ó!, ambos de Monique Gardenberg, DURVAL DISCOS, de Anna Muylaert, assim como filmes internacionais independentes, como o SEGREDO DE BROKEBACK MOUNTAIN de Ang Lee, TIROS EM COLUMBINE e FAHRENHEIT 9/1, ambos de Michel Moore, MENINA DE OURO de Clint Eastwood e A VIDA DOS OUTROS de Florian Henckel von Donnersmarck.

Em janeiro de 2008, fundou o MOVIEMOBZ, em sociedade com Fábio Lima, distribuidora independente de títulos exclusivamente em formato digital. A MOBZ tornou-se integradora da Apple para a América Latina, criando o modelo de cinema sob demanda. Pioneiramente também distribuía ao vivo para os cinemas as temporadas do Metropolitan Opera de Nova York, Balé Bolshoi e Opera de Paris.

Em 2010, foi responsável pela coordenação do lançamento de TROPA DE ELITE II, de José Padilha, produzido por Marcos Prado, da produtora ZAZEN, filme recordista de público e renda de todos os tempos no Brasil. O modelo de distribuição de TROPA DE ELITE II ensejou a criação da NOSSA DISTRIBUIDORA. Em janeiro de 2017, foi indicado pela Secretária Municipal de Cultura do Rio, Nilcemar Nogueira, para presidir a RIOFILME.